segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Vida ao Mar



Minha vida é como um navio...
Tem dias que está solto, livre ao mar...
Mas há dias de tempestade, e a minha força e braveza
Me dão a vitória e assim permitem que eu possa continuar.

Quando estou a bordo,
estão alegrias, felicidades, amigos e familiares.
O serviço de quarto é delicado e educado.
O Amador é decente e fala gentilmente,
e todos os tripulantes, são amadores muito amados.

Mas este tempo
de pertencer a nada e nem a lugar nenhum
se acaba.
E tudo o que era festa agora se torna tristeza.


Quando me encontro com a linha do horizonte,
é hora de voltar para terra.
Pareço me desesperar...
E aí vejo que nem tudo está acabado,
ouço uma voz, que soa longe, do outro lado do convés...
Voz que me acalma quando diz...

"Quando as tempestades chegarem na tua vida...
Descanse no Senhor e lembre-se...Deus quebra todas as barreiras....
E Jesus te levará ao caminho certo!"...

E é assim que sigo minha vida,
em meio há tempestades e dias de sol...
Sigo em frente por quem quem está a minha frente...
é muito maior...

Deus, aquele me guia.


Um comentário:

Mazetto disse...

...